Portugal-Hungria

ng1202493Portugal venceu a Hungria e beneficiou da derrota da Suécia frente à Dinamarca para subir ao segundo lugar do Grupo 1. A selecção de Carlos Queiroz já está na posição de se apurar para a fase seguinte, mas ainda falta um jogo com Malta.Simão Sabrosa foi a figura do encontro na Luz ao marcar dois dos três golosUma excelente segunda parte carimbou ontem quase matematicamente a entrada de Portugal no play off de acesso ao Mundial da África do Sul, deixando as contas muito esclarecidas no Grupo 1. Agora, só uma catástrofe caseira diante de Malta impedirá a equipa de todos nós de discutir no próximo mês mais uma presença numa fase final de um campeonato do mundo.Como é evidente, o golo de Poulsen em Copenhaga (que pode ter arrumado a Suécia) foi o pontapé–de-saída para uma exibição inspirada, sobretudo depois do intervalo, período em que a Hungria não causou problemas a Eduardo. Nos primeiros 45 minutos o duelo foi mais equilibrado, o que é até mais curioso levando em conta que Ronaldo lesionou-se logo aos 26′, viabilizando a entrada de Nani. A partir daí a braçadeira passou para Simão e acabou em Deco, já que o colchonero também seria substituído, escutando as palmas que o sentenciaram como o homem do jogo.Sublinhe-se que outro dos candidatos foi Pedro Mendes, a grande surpresa num onze inicial em 4x3x3. Portugal esqueceu o losango (e o 4x4x2) que tão boa imagem tinha proporcionado nos últimos jogos e durante muito tempo Liedson demonstrou que era o único jogador pouco “agradado” com a escolha táctica, acusando défice de entendimento com os colegas, nomeadamente os responsáveis pelo último passe.Claro que a este nível as responsabilidades deviam ser distribuídas por vários nomes, até porque Deco demorou a encontrar os sítios certos para se assumir como o estratega da selecção nacional. Mas a partir do momento em que o “Mágico” acertou os tempos de recepção da bola, deixou de ser fundamental ter Liedson em condições de finalização, pois as infiltrações de Simão e mais tarde de Nani (o substituto do lesionado) Ronaldo chegavam e sobravam para acentuar as dificuldades dos centrais húngaros, sobretudo de Gyepes.Guimarães, 4.ª feira, é a próxima e decisiva etapa e a cidade onde nasceu Portugal pode ser o berço do sonho prometido por Queiroz rumo ao… título mundial. Para já, conforme disse o seleccionador, é tempo de descansar e de festejar a primeira vitória em casa depois dos empates com Suécia e Albânia e a derrota com a Dinamarca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: